10 lugares incríveis em São Paulo que nem todo paulistano conhece (mas deveria)

Foto: Shutterstock
MEMORIAL DA RESISTÊNCIA

Memorial da Resistência de São Paulo é uma instituição dedicada à preservação de referências das memórias da resistência e repressão política do Brasil durante a Ditadura Militar. O local abrigou, durante o período de 1940 a 1983, o Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops|sp), uma das polícias mais truculentas do país, principalmente durante o regime militar. Por lá, o visitante pode ver a recriação das salas onde presos políticos ficaram por tanto tempo, além de exposições e oficinas que acontecem regularmente.

Para saber sobre a programação, clique AQUI.

Endereço: Largo General Osório, 66 – Santa Ifigênia

SOLO SAGRADO

Foto: Shutterstock
SOLO SAGRADO

Solo Sagrado é um daqueles passeios que fazem qualquer um se encantar pelas belezas da natureza – sem mencionar que parece que estamos fora de São Paulo! O local foi construído para ser um protótipo do Paraíso Terrestre, deixando para a humanidade a base para a construção de um Mundo Ideal. Ao todo, são mais de 300 mil metros quadrados com jardins com paisagismo, cachoeiras artificiais, árvores e espaço para caminhada – tudo isso às margens da Represa de Guarapiranga, uma das maiores represas da capital. As visitas ocorrem apenas na 4ª semana do mês e não é preciso fazer agendamento (apenas para grupos acima de 15 pessoas).

Endereço: Av. Profº Hermann Von Ihering, 6567 – Jardim Casa Grande

PAVILHÃO JAPONÊS

Foto: Shutterstock
PAVILHÃO JAPONÊS

Parque Ibirapuera é conhecido por ser uma das maiores áreas verdes da capital, além de ser um destino certo para quem quer praticar esportes ao ar livre. Acontece que dentro da agitação toda do parque existem ainda aqueles lugares onde é possível encontrar sossego e calmaria. Estamos falando do Pavilhão Japonês, construção inspirada no Palácio Katsura, em Quioto, entregue pela colônia japonesa no quarto centenário da cidade de São Paulo, em 1954. O passeio agradável e diferente é uma alternativa para quem quer sair da rotina. O cenário é formado por um jardim repleto de árvores japonesas, além de um lago com carpas coloridas.

VIVEIRO MANEQUINHO LOPES

Foto: Shutterstock
VIVEIRO MANEQUINHO LOPES

Outro passeio muito bacana dentro do Parque do Ibirapuera é a visita ao Viveiro Manequinho Lopes, espaço de produção de mudas para plantio em áreas públicas da cidade. O local possui coleções vivas de espécies vegetais com um rico acervo de 200 espécies diferentes de plantas com potencial paisagístico e à disposição dos visitantes. A paisagem colorida deixa qualquer um encantado e certamente faz qualquer um esquecer dos problemas.

Endereço: Avenida República do Líbano, 1151 – Parque do Ibirapuera

MUSEU DA IMIGRAÇÃO

Foto: Shutterstock
MUSEU DA IMIGRAÇÃO

Reinaugurado em 2014, o Museu da Imigração fica na Mooca e tem um jardim que mais se parece um parque, com 2.900m², que atrai muitos visitantes do bairro. Possui várias espécies de árvores e plantas, entre elas duas figueiras com mais de meio século de existência. Ótimo para piqueniques, encontros, leituras e até prática de yoga, o espaço conta com mobiliários rústicos para os visitantes aproveitarem ainda mais o espaço. Há sempre programação cultural no gramado, com música, dança, cinema e teatro.

Onde:  Rua Visconde de Parnaíba, 1316, Mooca

CRIPTA DA SÉ

Foto: Shutterstock
CRIPTA DA SÉ

Catedral da Sé, no Centro, é uma imensa igreja que comporta até oito mil pessoas. O que poucos sabem, porém, é que logo abaixo do altar-mor há um amplo espaço, onde estão guardados esculturas e tumbas de algumas personalidades da história de São Paulo: a Cripta da Sé. As colunas e escadas do salão são feitas de granito e o piso, de mármore. Outro detalhe que impressiona os visitantes é a altura do teto: feito no estilo gótico, o mesmo da Catedral, ele tem sete metros de altura.

Endereço: Praça da Sé, s/nº – Sé

FUNDAÇÃO EMA KLABIN

Foto: Henrique Luz/Divulgação
FUNDAÇÃO EMA KLABIN

Inaugurada em 2007, a Casa Museu Ema Klabin abriga um importante acervo de mais de 1500 obras. Entre elas estão pinturas de grandes artistas como o holandês Frans Post e o russo Marc Chagall, além de móveis e objetos decorativos e arqueológicos reunidos ao longo de mais de 70 anos pela colecionadora Ema Gordon Klabin. A própria casa de 900m² já é uma obra de arte, construída na década de 50 pelo arquiteto Alfredo Ernesto Becker, enquanto o belo jardim foi pensado pelo famoso urbanista e paisagista Burle Marx.

Endereço: Rua Portugal, 43 – Jardim Europa

MUSEU DA ENERGIA

Foto: Divulgação/via assessoria (Llorente & Cuenca)
MUSEU DA ENERGIA

Museu da Energia de São Paulo, no centro da cidade, reabriu as portas ao público após um ano fechado e conta com novas salas e recursos audiovisuais que abordam temas como a história da iluminação pública na cidade e o uso sustentável da energia, além de um Espaço das Águas.

Endereço: Alameda Cleveland, 601 – Campos Elíseos

CENTRO DE MEMÓRIA DO CORPO DE BOMBEIROS

Foto: Reprodução/Instagram @esquerda_poetica e @vi_arare
CENTRO DE MEMÓRIA DO CORPO DE BOMBEIROS

Com o objetivo de preservar a história da corporação criada em 1880, o Centro de Memória do Corpo de Bombeiros retrata a evolução do grupo com um acervo ainda em formação, incluindo peças doadas tanto de coleções particulares quanto das próprias unidades do Corpo de Bombeiros. O museu tem 170 objetos, entre materiais, fotos, reportagens e equipamentos antigos e modernos, distribuído em salas temáticas e nos corredores do casarão antigo de dois andares, situado no bairro da Vila Mariana.

Endereço: Rua Domingos de Moraes, 2329 – Vila Mariana

Foto: Reprodução/Instagram @esquerda_poetica e @vi_arare

CASA DE VIDRO

Foto: Reprodução/Instagram @cece_recchi e @arthurgrangeia
CASA DE VIDRO

Casa de Vidro é um marco da arquitetura de São Paulo, construído por Lina Bo Bardi, em 1951, para a residência do casal. O jardim da casa, em um terreno de mais de 7 mil metros no Morumbi é um raro exemplo de conservação da mata brasileira. O local hoje funciona como Instituto Lina Bo e P.M. Bardi que reúne lembranças do casal ao longo de sua vida, além de promover pesquisas e divulgar os campos da arte e da arquitetura no Brasil.

Endereço: R. Gen. Almério de Moura, 200 – Vila Morumbi

 

Matéria original: https://www.guiadasemana.com.br/na-cidade/galeria/lugares-incriveis-em-sao-paulo-que-nem-todo-paulistano-conhece

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *