10 passeios desconhecidos para fazer em São Paulo

No blog do Visite São Paulo você encontra o que fazer na cidade, com ideias para passeios, melhores programas culturais, teatros, museus, shows, exposições, diversão para hoje, amanhã e final de semana, para crianças e adultos, pagos ou gratuitos e muito mais. Afinal, São Paulo é Tudo de Bom!

Quem não ama caminhar na Avenida Paulista, passar uma manhã no Ibirapuera ou tomar uns drinks na Vila Madalena? São Paulo tem inúmeras opções de programas para todos os gostos, mas alguns desses programas são um pouco menos conhecidos.

Bolsa de Valores

Foto: Alf Ribeiro/Shutterstock

Já pensou em visitar um dos corações financeiros do nosso país? Um passeio até a Bolsa de Valores promete ser muito informativo e agitado. Ela se localiza na Rua 15 de Novembro. Lá, as visitas são monitoradas e permitem que você adquira conhecimentos teóricos e práticos do funcionamento da entidade. Apesar de envolver muito dinheiro, o passeio é gratuito. Você pode agendar sua visita no site.

Subterrâneos

Foto: LucVi/Shutterstock

Nem só de metrô se constituem os subterrâneos de São Paulo. A cidade esconde alguns segredos abaixo de nossos pés. É o caso, por exemplo, da Passagem Literária da Consolação, um túnel meio escondido, todo grafitado. Construído em 1970, hoje é um espaço de cultura onde se pode comprar livros e assistir a pequenos shows, bem embaixo da Rua da Consolação. A Catedral da Sé é outra que esconde segredos – uma cripta sete metros abaixo do solo, que reproduz toda a grandiosidade arquitetônica da parte de cima e guarda os corpos de alguns clérigos famosos. E não para por aí, confira outros passeios subterrâneos para fazer na cidade.

Rapel e Tirolesa no Viaduto

Foto: Guia da Semana

Praticar rapel urbano está caindo no gosto dos paulistanos que buscam adrenalina sem sair da capital. O famoso Viaduto da Sumaré guarda uma das estações de metrô mais bonitas da cidade e, ali do alto, é possível ver uma maravilhosa paisagem paulistana. A ponte também atrai curiosos e aventureiros que se juntam em grupos para fazer o tradicional rapel ou rope jump, espécie de pêndulo humano, além de tirolesa!

Stand Up Paddle na Represa

Foto: Shutterstock

Quem disse que não dá para se refrescar em São Paulo? As Represas Billings e Guarapiranga são ótimas sugestões de passeio para o paulistano sair da rotina naqueles dias ensolarados! Na orla da Represa Billings, você encontra aluguel de pranchas de Stand Up Paddle e de caiaque para navegar pelo enorme espelho d’água. Já na Represa de Guarapiranga você se depara com diversas atividades de lazer aquático e até passeios de lancha! Outro detalhe importante sobre a Guarapiranga é que existem oficialmente 18 praias em sua orla, todas públicas e próprias para banho – perfeitas para se refrescar e pegar um bronze sem sair de SP!

Cine Marabá

Foto: Alf Ribeiro/Shutterstock

Apesar da enorme quantidade de shoppings, São Paulo ainda concentra um número considerável de cinemas de rua. Um deles é o PlayArte Multiplex Marabá, antigo Cine Marabá, na região central da cidade, bem perto do cruzamento mais famoso da capital, entre as avenidas Ipiranga e São João. O prédio foi construído na década de 40 e até hoje conserva a arquitetura e o glamour das salas de cinema da época – é completamente diferente do que estamos acostumados.

Feira Kantuta

Foto: Alf Ribeiro/Shutterstock

Você está acostumado com feiras italianas no Bixiga e orientais na Liberdade. Mas e feira boliviana? A Praça Kantuta recebe esse evento todos os domingos. Salteñas, ceviches, pães, grãos, guloseimas e muitas outras comidas típicas do país podem ser encontradas aqui. Além das comidas, é possível ver grupos de dança e música típica ensaiando no local. O chá de coca também é uma atração que merece ser experimentada.

Aldeias Indígenas

Foto: Shutterstock

Em meio a tantos prédios e poluição, é difícil imaginar que florestas fechadas e aldeias indígenas sejam opções de passeios, mas são! Situadas no extremo sul da cidade, as áreas de proteção ambiental Capivari-Monos e Bororé-Colônia reúnem cachoeiras, mananciais, animais selvagens e três aldeias indígenas. Tudo isso está a apenas 40 km do centro da cidade e é possível chegar de carro ou até mesmo por transporte público. Passeios às aldeias são organizados e a área passa por vários projetos de preservação.

Jardim do Rock

Foto: Shutterstock

Todo paulistano conhece a Galeria do Rock: o espaço reúne diversas tribos em busca de roupas, tatuagens, piercings, discos de vinil e artigos diversos. O que poucos sabem é que, por meio de uma visita guiada, o visitante pode subir ao topo do prédio, que guarda um belo jardim cheio de verde em meio a todo o cinza do centro, além de uma incrível vista da cidade. A visita pode ser agendada no site.

Cemitérios

Foto: Shutterstock

Apesar de parecer um programa meio mórbido, conhecer os cemitérios paulistanos pode trazer momentos interessantíssimos. O Cemitério da Consolação, por exemplo, é o mais antigo da cidade e abriga personalidades como Mário de Andrade, Tarsila do Amaral, Campos Salles e Carvalho Pinto. Alguns cemitérios recebem visitas guiadas para apreciação da história e dos muitos túmulos que são verdadeiras obras de arte.

Fonte: Guia da Semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *