Conheça a Fundação Maria Luiza e Oscar Americano

No blog do Visite São Paulo você encontra o que fazer na cidade, com ideias para passeios, melhores programas culturais, teatros, museus, shows, exposições, diversão para hoje, amanhã e final de semana, para crianças e adultos, pagos ou gratuitos e muito mais. Afinal, São Paulo é Tudo de Bom!

Visitas monitoradas

O sentimento de preservação ambiental, que se espalharia pelo mundo décadas depois, já estava presente, em 1948, nos projetos concebidos e desenvolvidos por Oscar Americano, deixando claro, mais uma vez, o seu pioneirismo.

Na área que escolheu para construir sua casa, a vegetação então existente era constituída sobretudo por pinheiros e eucaliptos. Aí ele implantou um rico e diversificado parque, onde estão presentes as principais árvores da flora brasileira.
Otávio Teixeira Mendes foi o paisagista escolhido para projetar e implantar o parque. O contrato estabelecia que seus serviços seriam pagos “por árvore de qualidade, plantada e vingada”.

Ali estão exemplares de jacarandás, sibipirunas, angicos, paus-ferro, paus-brasil e muitos outros, retrato vivo e condensado da extensa riqueza natural do Brasil.

Totalizando 75 mil metros quadrados, o parque é uma das mais importantes reservas ecológicas da cidade de São Paulo; oferece ao público a oportunidade de aí passear, ler, meditar ou brincar com as crianças em meio a natureza.

Guia do Parque

Roteiro de visita de um dos primeiros parques modernos de São Paulo.

Dando continuidade à linha de ação cultural, que vem buscando difundir cada vez mais seu patrimônio artístico, arquitetônico e paisagístico, a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano produziu um roteiro de visita do parque.

Trata-se de um dos primeiros guias do gênero realizados na cidade de São Paulo, que disponibiliza ao grande público um conjunto importante de informações sobre uma das principais áreas verdes da capital e de seu criador – o paisagista Otávio Augusto Teixeira Mendes -, cujo significativo trabalho ficou injustamente esquecido por longo tempo, sendo resgatado através dos estudos recentes da arquiteta Cássia Mariano, autora do guia.

Para descobrir as qualidades e sutilezas desse jardim, acompanhe o percurso pelos dez setores propostos, observando as 29 espécies identificadas, tais como: Pau – ferro, Pau – brasil, Jacarandá-da-bahia e Angico-vemelho, além dos princípios que nortearam o trabalho do engenheiro agrônomo responsável pelo projeto do parque.

Com intuito de maximizar o potencial do parque e enfatizar a importância do engajamento de todos na luta em defesa do meio ambiente, a Fundação lançou, em 2006, o Guia das Aves, cuidadoso registro das 51 espécies que podem ser encontradas nesse refúgio urbano de 75.000 m2, trabalho de autoria do professor Luís Fábio Silveira, do Departamento de Zoologia do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, e suas alunas Camila Sobreira e Marina Oppenheimer. Com belíssimas fotos de Edson Endrigo, o guia tem texto em português e inglês.

Fonte: Fundação Maria Luiza e Oscar Americano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *