Edgard Scandurra abre a agenda 2020 do Notas Contemporâneas do MIS

O programa Notas Contemporâneas do MIS – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo-, que registra depoimentos de importantes nomes do cenário musical brasileiro, convida para a primeira edição do ano o guitarrista e compositor Edgard Scandurra. A temporada 2020 do programa também estreia a mediação do bate-papo pela jornalista musical e apresentadora Patrícia Palumbo, que entrevista o convidado enquanto a Banda MIS realiza releituras de grandes sucessos da carreira do homenageado.

O Notas Contemporâneas de fevereiro acontece no dia 12, quarta-feira, às 20h. O ingresso, gratuito, deve ser retirado com 1h de antecedência na recepção do Museu.

 

Sobre Edgard Scandurra

A história de Edgard Scandurra se confunde com a história da música brasileira dos últimos 35 anos, através do rock, da música eletrônica e do underground. Fundador, guitarrista e compositor do IRA!, Scandurra é consagrado por seu estilo único em riffs e solos de guitarras. Canhoto que não inverte as cordas para tocar,começou bem criança, com 5 anos, e nunca mais parou. Ao 15 anos já liderava a banda de punk-rock Subúrbio, que mais tarde virou o IRA!, grupo seminal do rock brasileiro dos anos 80. Ainda naquela década foi baterista da banda Mercenárias, referência no punk-rock underground, e gravou dois discos como guitarrista do grupo Smack. Edgard já gravou a guitarra de diversos álbuns do parceiro Arnaldo Antunes, incluindo o disco histórico “A Curva da Cintura”, gravado no Mali com o músico Toumani Diabaté. Participa também ativamente da atual cena musical brasileira, colaborando nos trabalhos de Karina Buhr, Barbara Eugenia, Marcelo Jeneci, dentre outros. Em 2009, junto com Arnaldo Antunes, Taciana Barros e Antonio Pinto, lançou o projeto Pequeno Cidadão, voltado para o público infantil. Benzina é o trabalho mais eletrônico do guitarrista, definido pelo próprio como “organoeletrorock”. Scandurra, enxergando as possibilidades orgânicas que a música eletrônica permite, faz um som que transita entre o rock e a e-music, passando pelo rock modernista, eletro-rocks, baladas a La Serge Gainsbourg e “lenhas” ao estilo infernal do techno underground. No palco, Sandra Coutinho comanda o baixo e Michelle Abu a percussaria (percussão / bateria).

Discografia:
2006 – Amor incondicional – Benzina aka Scandurra
2003 – Dream Pop – Benzina aka Scandurra
1996 – Benzina – Edgard Scandurra
1990 – Amigos Invisíveis – Edgard Scandurra

Sobre Patricia Palumbo

Jornalista especializada em rádio, música e meio ambiente, premiada 3 vezes por seu trabalho em rádio pela APCA, Patricia Palumbo apresenta há 21 anos o programa Vozes do Brasil no ar em 11 emissoras do país. Tem três livros de entrevistas lançados, Vozes do Brasil vol.1 e 2 pela DBA e o mais recente Entrevistas Reunidas pela Edições Sesc com 33 artistas: Cassia Eller, Luiz Melodia, Itamar Assumpção, Rita Lee, Elba Ramalho, Pato Fu, Chico César, entre outros. No total, são 32 anos de vivência no rádio, experiência que a permitiu realizar o projeto inovador da Rádio Vozes e trazer para o projeto pessoas com uma bagagem cultural incrível e relevância incontestável. Apresenta o Instrumental Sesc Brasil há 20 anos. Faz curadoria e consultoria musical para a TV Cultura, a Casa Brasileira e o Itaú Cultural. “A rádio Vozes é uma rádio web com programação 24 horas por dia. A base da rádio é boa música, sendo 70% nacional, com uma seleção rica em gêneros, épocas e estilos, além de uma variedade internacional relevante, pop, jazz e música erudita em doses curtas e elegantes” , explica Patricia Palumbo, idealizadora e sócia do projeto. “A grade de programação diária vai além da música. Os programas são apresentados por artistas, músicos, especialistas de diversas áreas, jornalistas.

 

Sobre o Programa Notas Contemporâneas

O projeto mensaldo MIS registra depoimentos de compositores e intérpretes icônicos da música popular brasileira. O programa se divide em duas etapas: a primeira é composta de um longo depoimento realizado em estúdio, que passa a integrar o acervo do MIS; a segunda é ao vivo no palco do auditório do museu, com mediação do músico e historiador Cacá Machadocom a Banda MIS, que faz releituras inéditas e exclusivas dos maiores sucessos do homenageado. A entrada é livre e os fãs dos artistas são muito bem-vindos, podendo, inclusive,fazer perguntas ao homenageado – que serão selecionadas pela equipe do museu para integrar o roteiro do evento.

 

Serviço

NOTAS CONTEMPORÂNEAS| EDGARD SCANDURRA
DATA 12.01, quarta-feira
HORÁRIO 20h
LOCAL Auditório MIS (172 lugares)
INGRESSOGratuito. Distribuição com uma hora de antecedência na bilheteria.
CLASSIFICAÇÃO Livre

 

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo| (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
Estacionamento conveniado: R$ 18.
Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.