Exposição gratuita leva experiência de hipnagogia, sexualidade e diversidade

No blog do Visite São Paulo você encontra o que fazer na cidade, com ideias para passeios, melhores programas culturais, teatros, museus, shows, exposições, diversão para hoje, amanhã e final de semana, para crianças e adultos, pagos ou gratuitos e muito mais. Afinal, São Paulo é Tudo de Bom!

Um quarto abandonado. Um cômodo escuro e um céu estrelado. Esses são apenas alguns elementos que compõem o cenário da exposição Hypnic, da artista Angela Bassichetti, e que acontece de 3 de outubro a 10 de novembro na Galeria VilaNova, no bairro da Vila Nova Conceição, na capital paulista. Com foco na experiência, a exposição convida o visitante a explorar o mundo da hipnagogia – o momento em que o cérebro está no limiar entre o consciente e o inconsciente na hora de dormir, e que produz uma série de sensações e experiências. A exposição discute também questões como sexualidade e diversidade.

Velha conhecida dos artistas, a hipnagogia é apontada por muitos como a inspiração para seus trabalhos. Salvador Dali, por exemplo, chamava esse período de “soneca com chave” e tirava dali boa parte da inspiração para seus trabalhos.

A transição entre o consciente e o inconsciente não acontece de forma tranquila, o que gera momentos de vulnerabilidade e até mesmo a sensação de estar caindo. Nesta fronteira existe um estranho e fascinante estado de consciência onde os sonhos parecem verdadeiras visões.

“A exposição traz o mundo pelo qual passamos durante a nossa ‘queda livre’. É nesse mundo onde habitam criaturas, camadas de lembranças e até mesmo saudades do que nunca vivemos”, explica a artista Angela Bassichetti.

A exposição Hypnic
Em um mundo onde tudo é possível surgem as mais diversas criaturas, representando a liberdade para viver aquilo que realmente desejamos. “Nesse estado, o tempo, a matéria e a gravidade são diferentes. Tudo é possível. Lá temos permissão para nos atrevermos a ser quem realmente somos e sentir tudo que foi esquecido e enterrado”, conta a artista.

Com um cenário onírico, o visitante conhece essa nova realidade, descobrindo as surpresas escondidas em gavetas e portinhas secretas. São pequenas criaturas e cartas que ajudam a revelar suas histórias.

Bianca Boeckel, curadora da mostra, conta que se encantou com a originalidade do trabalho da artista: “A Angela sempre surpreende – sua arte expressa toda a liberdade que estamos perdendo hoje em dia. Sentimos que ela tem uma ligação muito forte com os sonhos, fantasias e sensações em sua forma mais pura. Suas criações (e criaturas!) retratam humor, crítica e uma boa dose de safadeza. As peças são lindas e em cada uma delas notam-se a qualidade e sofisticação características da artista. Trabalhar com os temas que serão expostos tem sido uma delícia e acredito que o público também vai sentir a mesma energia e curiosidade.”

Sorvetetas, Surubears e Lapinus
A exposição é formada por uma série de esculturas que trazem esse mundo inconsistente e excitante para os visitantes.

As Sorvetetas são deliciosas bolas de sorvete com muita calda, cerejas e um detalhe a mais: seu belo formato de seio. É possível encontrar esta saborosa “sobremesa” nas versões de uma bola, duas ou três.

Outra curiosa criatura desse mundo é o Surubear, gummy bears gays em diferentes posições que permitem montar as mais diversas formas de orgias. Os ursinhos aparecem também como uma forma de discutir a diversidade sexual, pois são todos machos e aceitam todas as formas de relação. Existem os ursos grandes, com 20 cm, e também a versão mini, no tamanho dos docinhos originais. Os pequenos e excitantes ursinhos de goma são um convite para o público formar a sua própria suruba. Eles podem ser adquiridos em potes de 350g cada. Na sua embalagem, temos a divertida frase “Sweet but hard”.

Os Lapinus são os menores coelhos do mundo e sempre despertaram a curiosidade do mundo científico por existirem apenas machos na espécie. Na exposição finalmente descobrimos como eles nascem, em delicadas rosas que formam um Jardim de Lapinus. Na mostra, eles aparecem também como mergulhadores, representando o momento em que caímos no sono. “Estamos mergulhados na noite do inconsciente, sendo manipulados pelos tentáculos de polvos que guiam os coelhos pelo desconhecido”, comenta a artista.

A mostra contará também com um áudio guia, no qual um personagem irá conduzir o visitante pelo mundo Hypnic, apresentando as criaturas fantásticas e explicando toda a biologia e ecossistema desta realidade de sonho.

No fim da exposição, teremos também uma área com souvenirs do mundo Hypnic a venda. São produtos feitos em série com a mesma temática das esculturas apresentadas e preços mais acessíveis.

A abertura da exposição acontece no dia 3 de outubro, às 19h. “Teremos muitos drinks, carrinhos de doces e quilos e mais quilos de gummy bears. Tudo para que o visitante sinta por completo essa deliciosa experiência”, explica a artista.

Serviço: Exposição Hypnic
Abertura: Dia 3 de outubro, às 19h
Exposição: De 3 de outubro a 10 de novembro.
Visitação: terça a sexta com horário marcado e sábados das 12h às 18h.
Entrada gratuita
Galeria VilaNova
www.galeriavilanova.com.br
Endereço: Rua Domingos Leme, 73 – Vila Nova Conceição – São Paulo – SP ver no mapa
Telefone: (11) 2691-1190

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *