‘Sabor Paulista’ promove oficinas na 22ª Festa do Imigrante

Procurando programas imperdíveis em São Paulo? No blog do Visite São Paulo você encontra o que fazer na cidade, com ideias para passeios, melhores programas culturais, teatros, museus, shows, exposições, diversão para hoje, amanhã e final de semana, para crianças e adultos, pagos ou gratuitos e muito mais. Afinal, São Paulo é Tudo de Bom!

Sabor Paulista tem oficina gastronômica no Museu da Imigração (Foto: Luh Camargo/Divulgação)
Sabor Paulista tem oficina gastronômica no Museu da Imigração (Foto: Luh Camargo/Divulgação)

Entre 44 expositores de alimentação, 32 expositores de artesanato e 45 grupos de dança e música, está uma tenda especial montada na 22ª Festa do Imigrante: é a presença do ‘Sabor Paulista’, iniciativa da Globo pela valorização da diversidade gastronômica da cidade. Enquanto as notícias referentes à imigração não são as melhores, a emissora se junta à celebração pela integração de culturas e, principalmente, da gastronomia, que aconteceu no dia 4, e acontecerá nos dias 10 e 11 de junho.

No espaço, foram e serão realizadas aulas gratuitas, ministradas por pessoas do Congo, da Palestina, da Síria, da Índia e de outros nove países. O público será convidado a participar da elaboração de pratos como Pelmenie, Ceviche, Ficazza, Mosakhan e Mutton curry, entre outros. Além dos aromas, texturas e sabores dos pratos, a música de cada país ajudará a compor as oficinas e estimulará todos os sentidos dos participantes.

Além das atividades gastronômicas, a Globo também promove um debate para falar sobre imigração, que tem tudo a ver com o tema e o local desta festa. O papo ‘Tudo começa pelo respeito’ – que faz parte da plataforma de mesmo nome lançada em 2016 pela Globo para mobilizar a sociedade em torno de temas sociais urgentes – terá a participação de Tatiana Waldman, do Museu da Imigração, Marcelo Haydu, do Adus – Instituto de Reintegração do Refugiado, e Ana Rosa Abreu, do Instituto Vladimir Herzog, que vão trazer um panorama histórico das antigas e novas imigrações no Brasil, sobre viés do preconceito enfrentado pelos imigrantes no âmbito escolar, profissional e social. Também será discutido como o país está lidando com o tema atualmente. O encontro acontecerá no sábado, dia 10, às 14 horas, e será mediado pela jornalista da Globo, Gabriela Lian.

Serviço
Sabor Paulista na 22ª Festa do Imigrante
Datas: 4, 10 e 11 de junho de 2017
Horário: 10h às 17h
Local: Museu da Imigração – Rua Visconde de Parnaíba, nº 1316 – Mooca – São Paulo
Ingresso para a Festa do Imigrante: R$ 10 (inteira)

Programação oficinas Sabor Paulista:

10 de junho
11h – Pelmenie – Rússia – Associação cultural Grupo Volga
12h – Ficazza – Itália – Mammas de São Vito
13h – Sanduíche Banh Mi – Vietnã – Bruna Kao
14h – Debate: ‘Tudo começa pelo Respeito’
15h – Porotos con riendas – Chile – Conjunto Folclórico Quinchamali de Chile en Brasil
16h – Mosakhan – Palestina – Salim Mhanna

11 de junho
11h – Rabanada – Portugal – Sabor Paulista/Luisa Paiva
12h – Ficazza – Itália – Mammas de São Vito
13h – Mutton curry (curry de cabrito) – Índia – Vijay Bavaskar
14h – Esfiha de Zaatar – Síria – Talal Culinária Síria
15h – Empanada – Chile – Grupo Folclórico Chile Lindo
16h – Cerimônia do Chá – China – Bruna Kao

Programação sujeita a alteração.
Oficinas gratuitas.
Capacidade de 60 pessoas por oficina.

Participantes do debate ‘Tudo começa pelo Respeito’

Marcelo Haydu – Graduado em Relações Internacionais, mestre em Ciências Sociais (PUC-SP) e doutorando em Saúde Coletiva (UNIFESP), sempre pesquisando a temática das migrações internacionais. Professor de sociologia e relações internacionais. Trabalha com educação em direitos humanos para crianças e jovens. Um dos fundadores e Diretor Executivo do ADUS – Instituto de Reintegração do Refugiados, organização da sociedade civil de interesse público que apoia refugiados residentes na cidade de São Paulo em seu processo de integração local.

Ana Rosa Abreu | Instituto Vladimir Herzog
Mestre em psicologia educacional, atuou como professora, coordenadora de escolas e na formação de professores da rede pública e privada. Foi assessora da Secretaria do Ensino Fundamental – Ministério da Educação, quando coordenou a elaboração dos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental. Foi uma das elaboradoras dos Referenciais Nacionais para a Formação de Professores. Atualmente, é Diretora do Vlado Educação – Instituto Vladimir Herzog, que desenvolve projetos educacionais nas áreas de Educação em Direitos Humanos, Memória da Ditadura e Jornalismo, dos quais se destaca o “Respeitar é Preciso!” e o Portal Memórias da Ditadura.

Tatiana Waldman | Museu da Imigração
É mestre e doutora na área de concentração de Direitos Humanos do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FD/USP, 2016). Possui especialização em Direito Sanitário pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP, 2010) e graduação em Direito pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP, 2008). Atualmente, é gestora do Núcleo de Pesquisa do Museu da Imigração. Suas pesquisas abordam as migrações internacionais no Brasil sob a perspectiva dos Direitos Humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.